Confira aqui as principais dúvidas e perguntas frequentes (FAQ) das confeiteiras e boleiras que descobriram a Pasta Brasileira ou que pretendem adotar esse produto revolucionário para fazer a cobertura de seus bolos e doces finos, chocolates, bombons, biscoitos decorados, cup cakes, pirulitos, ovos de pascoa decorados.

Se você estiver com alguma dúvida ou curiosidade sobre a Pasta ou Pastilagem Brasileira, entre em contato conosco através de nosso formulário de contato. Nós teremos o maior prazer em ajudar! Clique aqui para acessar.

Dúvidas Frequêntes (FAQ)IMG_20150524_184721121

  1. O que é Pasta Brasileira?

É uma pasta à base de açúcar, criada recentemente para cobrir bolos gelados, úmidos e com qualquer tipo de recheio. E também para facilitar o trabalho do confeiteiro que tanta dificuldade tinha com outro tipo de pasta (pasta americana) que já existe no mercado.     Importante – o bolo não precisa estar gelado. Mas se estiver fica mais fácil para usar a argamassa.

  1. Quais as diferenças existentes entre as duas pastas?

A outra pasta é mais ressecada, mais dura, seca muito rápido – tem de ser trabalhada com muita rapidez porque seca durante a cobertura – e não pode ir à geladeira. Também requer que seus recheios sejam específicos para não causar problemas no acabamento. A Pasta Brasileira é mais macia e não requer tanta preocupação porque não seca, não racha e não perde o ponto em nenhuma hipótese, dando a confeiteira maior tranquilidade durante o trabalho. Mesmo que deixada na mesa sem ser protegida ela não seca, fazendo uma película por fora e mantendo a maciez por dentro, pois é só sovar novamente que ela se torna macia para usar.

  1. Como usar a Pasta Brasileira?

Tirando do pote a quantidade desejada, amassar, agregando açúcar impalpável  se necessário, e com  ajuda de uma espátula reta, desgrudar da mesa. É normal que com algumas pessoas com as mãos muito quentes ela grude um pouco, mas continue sovando, limpe as mãos e continue amassando até que se torne uniforme, macia como pele de bebê. Se a mão estiver grudando muito, lave-a e seque bem p/ continuar. Também pode ser agregado chocolate ao leite 1/3 p cada porção de pasta.  Derreta o chocolate, espere esfriar, e vá agregando aos poucos. p/ escurecer mais junte corante.

  1. Não tenho experiência com cobertura de bolos. Será que eu consigo utilizar a Pasta Brasileira?
  2. Sem dúvida! A Pasta e a Pastilagem são produtos práticos, versáteis e muito fáceis de usar. Confira no vídeo a primeira experiência de uma pessoa leiga com a Pasta Brasileira e tire suas dúvidas:
  3. Como faço se ela ficar muito seca, depois de agregar muito açúcar?

Ela nunca perde o ponto, mesmo agregando muito açúcar pois, se isto acontecer, é só agregar uma porção da massa que não foi usada e amassar que ela volta ao normal.

  1. Nos dias de muito frio ela fica mais dura?

Sim, mas para ela ficar mais mole para você trabalhar sem se cansar muito, coloque no micro-ondas por 10 ou 15 segundos de cada lado (de cima e de baixo) Ela fica macia e você pode continuar amassando-a até que fique no ponto de esticar.

  1. Quando tenho uma quantidade muito grande para amassar como devo proceder?

Amasse um pote de cada vez, faça uma bolinha e deixe do lado para amassar outro pote e assim sucessivamente até a quantidade desejada. Deixe as bolinhas de lado até amassar tudo e depois é só juntar as bolinhas e amassar um pouco só para juntar tudo e esticar.

  1. Já que ela não seca, depois que cobrir o bolo, as arestas que sobram eu posso reutilizar?

Sim, toda sobra pode ficar esperando na mesa, não vai secar se ficar ao ar livre. Depois que terminar seu trabalho, com tranquilidade, pode juntar tudo e fazer uma bolinha para guardar. Aí sim você guarda em um pote fechado para proteção do produto.

  1. Como faço para colar os adesivos de pasta na própria pasta?

Se seu bolo ainda estiver sendo trabalhado, pode usar um pincel levemente úmido com água, conhaque, álcool de cereais. Se ele já estiver bem seco por fora e seu adesivo for pesado, como uma rosa inteira na lateral, você precisa usar uma cola feita com a própria pasta.

Importante-  o adesivo(detalhes) feito com a pasta brasileira adere bem ao chantilly na lateral do bolo desde que não seja muito pesado como um rosa modelada. Só não pode cobrir o bolo todo com chantilly depois a pasta.

  1. Como fazer a cola com a pasta?

Junte 100g de pasta com 3 colheres de sopa de água e bata no liquidificador, passe por peneira bem fina e vá dando ponto com açúcar impalpável até chegar no ponto que não cai da colher mas fica ainda macio para passar pelo bico (ponto de glacê real) Esta colinha pode ser usada em bico perlê para fazer desenhos decorativos no bolo, biscoitos decorados, pirulitos, bombons de chocolate, docinhos finos, etc. Também serve p/ decorar panetone, como o fondan é só fazer a colinha mais mole.

  1. Posso modelar flores com ela?

Sim, desde que não sejam muito altas. Se for modelar flores grandes é preciso colocar 30% de Pastilagem Brasileira, outra pasta fabricada pela Estilo & Sabor.

  1. Posso usar moldes de silicone para modelar ?

Sim. Seque bem o molde, passando açúcar impalpável ou gordura vegetal e retire o excesso. Coloque a pasta e aperte o suficiente para modelar, tire o excesso e retire do molde com cuidado.

  1. É verdade que o bolo pode ir à geladeira depois de pronto?

Sim, sempre dentro de uma caixa de papelão (própria para bolo), de preferência sendo vedada nas partes que não fecham direito, para não passar o ar da geladeira. Depois de tirar da geladeira deixe ao ar livre. Tb pode ir ao freezer da mesma forma.

  1. A pasta pode ser congelada se sobrar no pote?

Sim, sempre dentro de um pote. Quando tirar, é só esperar descongelar normalmente, de preferência fora do pote, e para ser mais rápido pode usar o micro-ondas aos poucos, mas pode ficar fora da geladeira por uns 2 meses que não vai estragar se estiver em local fresco.

  1. O que é argamassa?

São as sobras de bolo, das arestas cortadas, para deixar o bolo bem retinho, ou mesmo as sobras recortadas para modelar, processadas e misturadas com chantilly batido para fazer uma pasta tipo patê, para passar no bolo antes de cobrir com a pasta.(se o bolo estiver bem gelado fica mais fácil para passar)

  1. Para nivelar o bolo eu só posso usar argamassa?

Também pode usar o ganache branco ou preto, se o bolo não for de chocolate. Ainda mole, o ganache pode ser passado com espátula para alisar. Também pode ser usado um outro tipo de ARGAMASSA fornecida por uma cliente (Ezia Martins) 500 grs. de gordura hidrogenada, 1 lata de leite condensado, 100 grs. de açúcar de confeiteiro,1 colher de sopa de essência (sabor preferido). Bater até flocar, no final acrescente 6 colheres de sopa de leite em pó. Bater  e usar.

  1. É obrigatório usar argamassa?

Não, fica a seu critério. Mas a argamassa só vai ser útil, porque deixa seu bolo super nivelado e mais reforçado para uma viagem longa, na entrega, por exemplo. Também serve para evitar que a umidade do recheio passe para fora em contato com a pasta. Em cima da argamassa sempre é bom colocar uma fina camada de chantilly para colar a pasta. Nunca use qualquer tipo de geleia para passar em volta do bolo antes da pasta)

  1. Tem como consertar, se acontecer um acidente e furar o bolo pronto?

Sim. Pegue uma a bolinha no tamanho do buraquinho do bolo, molhe com água, amasse com a ponta dos dedos e coloque no buraquinho. Alise bem com um boleador ou a ponta do dedo. Seque com guardanapo liso.  Coloque um pouco de açúcar impalpável e alise novamente que a emenda desaparece.

  1. O bolo, depois de pronto, pode ficar exposto por quanto tempo fora da geladeira?

Pode ficar muito tempo exposto, desde que não seja colocado sob o sol. O problema maior é o recheio, que não pode ficar de um dia para o outro fora da geladeira 

  1. O que é Pastilagem Brasileira?

É uma pasta usada para cobrir bolos cenográficos. O bolo coberto com a pastilagem tem a duração de dois anos depois de secar, podendo ser alugado várias vezes.

  1. A Pastilagem Brasileira é comestível?

Sim, desde que agregada à Pasta Brasileira para que não fique muito dura. A pasta brasileira, tem a função de não secar. Por isso, para se modelar flores, deve ser agregada uma a outra, porque assim a flor fica sequinha, mas macia por dentro. Se usar só a pastilagem, depois de seca, fica tão dura que ninguém vai conseguir morder.

Se não usar mais o bolo cenográfico por ter durado muito tempo, pode coloca-lo na água submerso, que a pasta sai toda, para reutilizar o isopor. (cuidar da natureza)

  1. Quanto tempo dura uma flor modelada com a pasta?

Se for para comer, Pasta Brasileira fechada em uma caixa de papelão (tipo de docinho), fora da geladeira. Por isso você pode fazer a flor com bastante antecedência e usar quando for necessário.

  1. Com a Pastilagem também dura três meses?

Não, o tempo dela é indeterminado, porque seca muito e fica rígida. Mas não dá para comer, pois fica muito rígida.

  1. Posso usar essência e corante e quais os melhores?

Sim. Se ficar úmido demais com essência, pode agregar mais açúcar. Quanto aos corantes, os melhores são em gel. Ou em pó.

  1. Como faço para a pasta ficar com uma cor bem forte?

Você deve colorir um pedaço de cada vez, no tamanho de uma laranja. Coloque corante e vá amassando com a espátula, apertando até colorir bem. Não use a mão, porque o corante gruda na mão e não vai para a pasta. Com a espátula ele passa para a pasta. Amasse até colorir bem. Faça várias bolinhas até atingir a quantidade desejada. Depois pode juntar e amassar com a mão que não mancha mais. Observação- depois de descansar por 2 hrs a cor fica mais forte.

26- Qto a pasta de renda?

Passe gordura vegetal no molde, em mínima quantidade, passe a pasta de renda já colorida e espere secar. Pode secar com 2 horas de sol bem quente, ou dentro de casa na sombra de um dia para outro. Ou mesmo no forno elétrico, calor em baixo e em cima , por 10 minutos a 100°, deixe esfriar dentro do forno, e retire. E bom esperar meia hora pelo menos para retirar a renda do molde. Guarde entre plásticos no mínimo por até 3 meses.(fora da geladeira)

27- FLORES- FLEXÍVEIS OU NÃO

Se  manusear com gordura vegetal,  vai permanecer flexível como uma flor natural, se manusear com açúcar impalpável vai ficar rígida. A flexível pode ser guardada em caixa plástica para durar vários dias, em 3 dias seca ao ar livre. A rígida dura meses, em uma caixa de papelão. Aceita corantes gel, ou pó, ou  pintura após secagem.

28 – E o sabor da pasta brasileira?

Sabor de marschmalow que derrete na boca. Mas você pode acrescentar qualquer sabor com essência de sua preferencia.